Tomás responde: A eucaristia é o principal sacramento?

Leonardo_da_Vinci_(1452-1519)_-_The_Last_Supper_(1495-1498)Leonardo da Vinci (1452-1519), A Última Ceia (1495-1498)

Parece que o sacramento da eucaristia não é o principal sacramento:

1. Com efeito, o bem comum é maior que o bem individual, como diz Aristóteles. Ora, o matrimônio visa o bem comum da espécie humana realizado pela geração, enquanto a eucaristia visa ao bem próprio de quem a recebe. Logo, não é o principal sacramento.

2. Além disso, mais dignos deveriam ser os sacramentos conferidos por um ministro de maior categoria. Ora, os sacramentos da confirmação e da ordem são conferidos exclusivamente pelo bispo, que é superior ao simples sacerdote, ministro do sacramento da eucaristia. Logo, aqueles sacramentos são mais importantes.

3 Ademais, os sacramentos tem tanto maior valor quanto maior sua força. Ora, o batismo, a confirmação e a ordem imprimem caráter, não porém a eucaristia. Logo, aqueles sacramentos são mais importantes.

4. Ademais, é mais digno aquilo do qual os outros dependem e não ao contrário. Ora, a eucaristia depende do batismo, pois ninguém pode receber a eucaristia se não for batizado. Logo, o batismo é mais digno que a eucaristia.

EM SENTIDO CONTRÁRIO, Dionísio ensina: “Nenhuma função sacramental atinge seu termo sem a santíssima eucaristia”. Logo, este sacramento é, entre todos, o mais importante e o que remata os demais.

Tomas_RespondoFalando em absoluto, o sacramento da eucaristia é o principal sacramento. Três argumentos o mostram:

1º. Porque nela está contido substancialmente o próprio Cristo; enquanto que os outros sacramentos contêm apenas uma força instrumental que participa de Cristo. Ora, em todos os âmbitos, o que é por essência é mais digno do que aquilo que é por participação.

2º. Pela ordem recíproca dos sacramentos, pois todos os demais sacramentos parecem orientar-se a este como a seu fim. O sacramento da ordem visa à consagração da eucaristia. O batismo se orienta à recepção da eucaristia e recebe uma última demão no sacramento da confirmação, que visa a que ninguém, por respeito a tão grande sacramento, deixe de recebê-lo. Pela penitência e pela extrema unção o homem se prepara para tomar dignamente o corpo de Cristo. O matrimônio, pelo menos por seu significado, está próximo a este sacramento, enquanto significa a união de Cristo com a Igreja, cuja unidade é figurada pelo sacramento da eucaristia. Por isso o Apóstolo escreve: “Este mistério é grande: eu, por mim, declaro que ele concerne ao Cristo e à Igreja” (Ef 5, 32).

3º. Pelo rito dos sacramentos, pois quase todos os sacramentos atingem seu termo na eucaristia, como diz Dionísio. Isso fica claro pelo fato de os neo-ordenados comungarem e também os neo-batizados, se são adultos.

Os demais sacramentos podem hierarquizar-se sob muitos aspectos. Do ponto de vista da necessidade, o batismo é o principal sacramento; do ponto de vista da perfeição, o sacramento da ordem; no meio entre ambos se situa o sacramento da confirmação. Os sacramentos da penitência e da extrema unção estão num grau inferior com relação aos sacramentos citados, porque, como foi dito, se orientam à vida cristã não essencialmente, mas como por acidente, para remediar a deficiência que lhe sobrevém. Entre ambos, a extrema unção se compara à penitência como a confirmação ao batismo, de modo que a penitência é mais necessária, mas a extrema unção confere maior perfeição.

Quanto às objeções iniciais, portanto, deve-se dizer que:

1. O matrimônio visa ao bem comum corporal. Mas o bem comum espiritual de toda a Igreja está contido substancialmente no próprio sacramento da eucaristia.

2. A ordem e a confirmação destinam fiéis cristãos para determinada função especial, o que pertence à função do príncipe. Por isso, administrar esses sacramentos cabe só ao bispo que, na Igreja, é como o príncipe. O sacramento, porém, da eucaristia, não destina para nenhuma função; antes, este sacramento é a finalidade de todas as funções.

3. O caráter sacramental é uma participação no sacerdócio de Cristo. Por isso, o sacramento que une o homem ao próprio Cristo é mais digno que o que imprime o caráter de Cristo.

4. O argumento procede do ponto de vista da necessidade: o batismo é o principal sacramento por ser o mais necessário. Do mesmo modo a ordem e a confirmação gozam de certa preeminência por causa do ministro que os administra, e o matrimônio, por seu significado. Pois nada impede que algo seja, sob determinado ponto de vista, o mais digno e, no entanto, tomado em absoluto, não o seja.

Santo Tomás de Aquino, Suma Teológica III, q.65, a.3

2 Responses to Tomás responde: A eucaristia é o principal sacramento?

  1. Anônimo says:

    Eu paulo soares , concordo em todas as referências , q nos guiam a um claro esclarecimento da educação da nossa fé .
    Q por sua vez, nos encina q a importância sacramental de todos os sacramentos dependem do sacramento da eucaristia corpo mistico de Cristo para q se completem .

  2. xepa2182 says:

    Salve Maria, mãe de Deus Mayana. On Ter 12/08/14 07:04 , “Suma Teológica – Summae Theologiae”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: